O gerenciamento em qualquer empresa ou setor é de muita importância. Quando se fala em administração de estoque na construção civil é indispensável já que a organização dos materiais, a conservação adequada, a redução de extravios e perdas e o controle de qualidade das entregas refletem na produtividade e andamento da obra, afetando diretamente o financeiro da empresa.

Não se engane! Gestão é mais do que saber o que tem em estoque.

O desafio é garantir que não falte, não haja desperdícios, perdas e nem excesso desses insumos nos empreendimentos. É preciso muita atenção para não acumular prejuízos nesta área.

Uma boa administração de recursos garante que uma empresa vá bem, não só o setor. Aliás, não existe somente um único canteiro de obras sob a tutela de uma organização. Saber gerir o estoque impacta na eficiência do processo de ponta a ponta, desde os prazos em dia, redução ou eliminação de desperdícios até a satisfação do cliente.

Você pode se interessar no curso do Parceiro da Construção Gestão de Estoque em Obras, confira aqui

Gerir estoque é importante

Quando uma empresa ou setor não tem gestão, o trabalho árduo de toda uma equipe vai por água abaixo. O estoque é uma das áreas mais críticas das organizações e que pode determinar o lucro ou o prejuízo de uma empresa.

Uma gestão ineficiente do depósito em uma obra pode gerar um grande problema na construção civil. A tarefa mal administrada pode diminuir o ritmo ou até paralisá-la. Os colaboradores perdem tempo no abastecimento de materiais que já deveriam estar disponíveis. Isso, sem dúvidas, custa dinheiro. 

Do contrário também é prejudicial. Quantidade além da necessidade e parada significa dinheiro mal administrado, enquanto os materiais poderiam ser empregados em outras obras. 

Gerir estoque também é observar o armazenamento dos materiais. Caso sejam mal acondicionados ou fiquem desprotegidos, podem se deteriorar ou estragar definitivamente, como a madeira e o cimento. Por isso, precisam de atenção especial.

A demora pode causar uma paralisação da construção por alguns dias. Em uma obra com o cronograma apertado, o atraso é um impacto negativo. Isso pode gerar reflexo no orçamento, como o pagamento pelos dias trabalhados a mais e/ou multas.

Planejando a Gestão de Estoque

Ter uma gestão eficiente vai além de controlar somente o que entra e sai do estoque. Todo o processo que envolve uma boa estratégia precisa ser pensado. Isso inclui a logística de materiais, colaboradores, canteiro, armazenamento e locomoção.

A adesão de ferramentas que ajudam nessa administração são sempre bem-vindas. Hoje, a tecnologia proporciona uma facilidade para o setor de estoque. A partir de programas é possível encontrar o material de forma fácil e rápida, além de ter integração com fornecedores.

Outro ponto importante é a determinação do responsável por essa tarefa. Com o grande volume de dados e a diversidade de materiais, a tarefa precisa ser desempenhada por um colaborador responsável, organizado e de confiança. 

Para começar a planejar a gestão de estoque em obras é preciso pensar em quatro pilares: classificação de produtos, armazenamento, logística e controle.

Classificação de produtos

Por contar com inúmeros produtos e materiais é preciso adotar uma forma de classificação para distinguir a importância de cada um. Dessa forma é possível ter eficiência para encontrar, organizar e transportar os materiais. 

Para facilitar a classificação pode-se usar a curva ABC – que tem o objetivo de determinar quais são os produtos mais importantes de uma empresa. Os materiais podem ser organizados em três grupos distintos, determinados pela quantidade de produtos e a representatividade no investimento.

A empresa também pode adequar os grupos à realidade que ela necessita partindo de critérios alternativos.

Armazenamento

O armazenamento dos materiais é uma tarefa importante e muito séria. Essa atividade deve ser pensada assim que o setor de compras enviar o pedido. O responsável deve saber onde e de que forma devem ser armazenados.

Lembre-se que um produto ou material não pode ficar armazenado ocupando lugar, sem previsão de saída, e nem chegar ao patamar de faltar e paralisar uma obra.

Existem materiais que não podem ser expostos ao tempo, têm prazo de validade ou não podem ser armazenados com outros. Em uma empresa grande que tem mais de um canteiro de obras é necessário ter uma logística de armazenamento, para não ter ainda mais gastos e perda de tempo com deslocamento.

Logística

Assim como classificar os produtos e prever o armazenamento correto de cada um, a logística é muito importante, ainda mais quando falamos em prazos, cuidado e investimento. É aconselhável reduzir ao máximo o transporte e a movimentação dos materiais, para se evitar quebras e permitir o fluxo contínuo que facilite as condições de trabalho.

Por isso é importante pensar na gestão e no espaço do estoque. É preciso garantir que dentro dessa área tenha uma boa circulação dos responsáveis e a entrada e saída de materiais.

Tenha o controle de tudo! Adote o costume de contar com documentos de transferência quando um material for movimentado de uma obra para a outra. Dessa forma é possível ter maior controle e reduzir os danos.

Imagina uma construção que precisa receber uma estrutura de vidro mas o produto não está disponível porque na movimentação foi quebrado? Mais uma vez voltamos a falar de tempo e dinheiro perdidos. Tudo está ligado à organização da gestão.

Controle

Você viu como é importante e necessário tratar sobre a boa gestão de estoque em obras. Esse trabalho evita diversos problemas como atrasos, perda de dinheiro, confusão com materiais, dentre outros.

O controle, como dissemos neste texto, é o básico do setor. Entender as entradas e saídas é o mínimo esperado para começar a organização. E para ajudar nessa tarefa, seguem mais algumas dicas para completar a eficiência da gestão:

  • Faça a descrição completa de cada material ou produto;
  • Controle da quantidade em estoque;
  • Realize o inventário;
  • Utilize tecnologia de automação para encontrar determinado produto/material ou onde podem ser adquiridos.

Quer aprender mais sobre gestão de estoque em obras? Então tem um curso esperando por você. Em 8 módulos, com o facilitador Luiz Paulo Teixeira, você vai entender mais sobre a importância do setor e se tornar um especialista no assunto. Faça sua inscrição gratuita clicando no banner abaixo.