Saber precificar o serviço de obra ou construção é muito importante para os profissionais da área da construção civil.

Precificar vai além de ter um orçamento com o preço final. Uma boa precificação leva em conta outras variáveis, desde a oferta e demanda até outras questões e metas objetivas, como formação técnica, empenho gasto, custos diretos e indiretos, dentre outros importantes.

A partir desse trabalho é que os clientes podem analisar a viabilidade de contratar ou não o profissional. Lembrando que o custo é muito importante a ser observado. Caso seja cobrado muito abaixo do valor de mercado, pode gerar desconfiança no contratante. Do contrário também é verdade, se cobrado acima do preço e não existe justificativa, o cliente também não fecha o contrato.

O cálculo mal feito ou de forma errada pode comprometer toda a viabilidade econômica do empreendimento, bem como o potencial de lucro. 

São diversos pontos de atenção que o profissional ou empresa deve levar em consideração na hora de montar um orçamento de obra. Não estimar corretamente o quantitativo dos serviços, por exemplo, pode gerar gastos excessivos com insumos e mão de obra.

A falta de precisão na precificação dos serviços, um dos maiores erros no orçamento, pode aumentar consideravelmente a possibilidade da empresa ficar no prejuízo.

Outro problema que pode prejudicar o bom andamento dos serviços é ter o hábito de contar com índices desatualizados dos serviços. Existem bases disponibilizadas nos principais veículos do setor da construção civil, que liberam atualizações periódicas de acordo com o cenário do mercado.

Saiba mais no curso do Parceiro da Construção: “Como precificar serviços de obra ou construção”, acesse o link na imagem abaixo:


O que levar em consideração na hora de precificar

A precificação vai além do preço que você cobra. Essa atividade engloba outras informações importantes, que garantem mais tranquilidade para você e o contratante.

O primeiro passo é analisar a porcentagem do lucro que você pretende sobre o serviço. Para que isso aconteça, existem alguns caminhos e dicas. Confira:

Analisar o tempo investido no projeto

Uma das formas de se chegar ao valor é analisar e prever o tempo investido no projeto. Às vezes trabalhos pequenos demandam muito mais tempo do que um grande e que seja menos complexo.

O treinamento e a experiência levam ao conhecimento e a perfeição. Por isso, esse trabalho de analisar o tempo investido melhora com o tempo. Mas nada impede de quem está começando agora, fazer uma previsão. Leve em conta sempre uma boa margem de segurança, para que o serviço não seja entregue com atraso.

Averiguar o tamanho do projeto

Assim como o seu tempo é importante, saber o tamanho do projeto é indispensável. Como mencionado anteriormente, um serviço menor pode ser mais trabalhoso do que um maior e menos complexo.

Na hora de precificar, averigue o tamanho do projeto, ou seja, a área que a ação requisitada atingirá. Como por exemplo, profissionais que cobram de acordo com o metro quadrado. O tamanho da obra ajuda a chegar ao resultado, o que é inteligente, já que deixa o preço do serviço mais objetivo.

Você pode montar um parâmetro simples, mas preciso para a sua precificação em relação ao tamanho do projeto. Separe por complexidade, obras ou construções simples, medianas e as mais complexas. Sendo que o preço duplica nas medianas e triplica nas mais complexas.

Checar o local da obra

Outra variável importante para chegar a um bom orçamento de obras é checar o local da construção, tanto em contexto urbano quanto na disposição no terreno. Isso deve ser feito logo no começo.

É possível e válido acrescentar um valor sobre o preço do serviço caso os locais sejam de difícil acesso, em que os profissionais e materiais tenham mais dificuldade de ingresso.

Já o terreno, se for constatada características peculiares, como solos argilosos, íngremes dentre outros, também são fatores determinantes para o aumento do preço do serviço, já que exige mais do profissional ou equipe.

Precifique de forma correta como atração para os clientes

Um método importante para precificar os serviços é ter em mente um público-alvo. Você não precisa se esforçar para atingir todas as pessoas, mas sim aquelas que compram o seu trabalho.

Caso você atue em grandes empreendimentos, trabalhe com os melhores materiais e profissionais, o seu serviço tem um preço mais alto. Nesse caso, quem consome de você, são clientes de alto padrão.

Observar as especificidades do projeto

Assim como fatores determinantes para o aumento do preço no orçamento como o tamanho e tempo do projeto, as especificidades também devem ser observadas.

Então faça a pergunta: qual é o objetivo do trabalho que realizarei? Quanto mais complexa for a resposta, maior é a necessidade de aumentar a cobrança sobre o valor da obra ou construção.

Verificar a possibilidade de cobrar por porcentagem

Verifique a possibilidade de cobrar por porcentagem do valor da obra. Essa é uma prática muito comum nos grandes centros urbanos, que pode variar conforme o profissional ou empresa de engenharia. 

O valor também sofre alterações devido às variáveis que afetam o preço do serviço.

Caso o terreno dispor de mais complexidades, a porcentagem cobrada pelo serviço deve aumentar, assim como os serviços de menor complexidade tendem a diminuir o valor da porcentagem aplicada. A média de cobrança por este método é de 10% do valor total da obra.

Usar sua formação a seu favor

Usar a sua formação é mais uma estratégia para entender como precificar. Caso o serviço para o qual você está sendo contratado seja de uma área em que você possui especialização, como a engenharia de custos e avaliação e perícias, por exemplo, é legítimo aumentar o valor do serviço.

Você pode encontrar um valor justo aos sindicatos ou órgãos que regulamentam a área civil. Encontre uma tabela de honorários e aplique-a de forma correta e justa. 

Proponha preços condizentes com o mercado

Aqui está o valor de contar com uma precificação de serviços de obra ou construção justa e correta. O cliente é quem decide no final. E, praticamente, alguns fatores podem ser determinantes para essa escolha.

Lembre-se, quando o preço está acima do mercado, o cliente entende que você está o explorando. Agora, se o preço está bem abaixo do praticado pelo mercado, certamente haverá uma desconfiança quanto aos seus serviços, materiais e qualidade como um todo.

Por isso é importante e recomendado propor preços condizentes com o mercado e fazer uma pesquisa sobre os valores praticados na área.

Sabia que você pode aprender mais sobre precificação, tendências da área além de saber montar um orçamento mais completo e chamativo? O Parceiro da Construção tem um novo curso disponível.

Aproveite e se inscreva agora no curso: “Como precificar serviços de obra ou construção?”. É gratuito!