Pense em como o mundo mudou. Os computadores não são mais os mesmos, os celulares e tantas outras coisas do nosso cotidiano mudaram, não só os eletrônicos. Antes a mão de obra era valorizada e indispensável, hoje uma máquina faz o trabalho de centenas de pessoas.

O profissional também mudou. Ou pelo menos precisa mudar. Quando falamos da área da construção civil, o trabalhador de obra necessita se aprimorar para ganhar espaço e não ficar obsoleto.

Além disso, é preciso trabalhar qualidades pessoais. O mercado necessita de profissionais com características diferentes.

Quanto mais o setor se desenvolve, maiores são as exigências e necessidades das construtoras na escolha dos profissionais. E esse profissional deve ser capaz de interagir com essas mudanças que surgem e trazer novas visões para as obras.

Uma construtora que necessita contratar um trabalhador, certamente necessita de alguém que lide com maquinário ou novos métodos construtivos. Caso o profissional não conte com boas qualidades, esteja capacitado e ainda lide com técnicas manuais e desatualizadas, perderá contratos.

Por falta de atualização, é possível ficar desempregado. O mercado evolui e precisa de pessoas que o acompanhem. Perder espaço profissional hoje em dia é muito fácil. 

Por isso é preciso estar atento às mudanças não só tecnológicas, mas comportamentais também. É importante acompanhar as transformações do setor e da construção como um todo, para se adaptar profissionalmente.

Você pode se interessar pelo curso do Parceiro da Construção – Características e qualidades do profissional de obra do futuro, clique no banner abaixo e inscreva-se!

 

 

O que esperar do profissional de obra do futuro?

Mas e aí, o que será que as empresas esperam desse profissional de obra do futuro? Tenho uma boa notícia para você. A atualização é fundamental e muito importante. E se você está lendo este artigo, quer dizer que tem a preocupação de se manter por dentro das novidades.

Para o profissional, a atualização pode ser a forma como trabalha, a adaptação às novas tecnologias e o comportamento pessoal.

Separamos algumas habilidades que devem ser desenvolvidas por aqueles que querem garantir vida profissional longa. Muito tem relação com o termo soft skills.

São competências ligadas ao comportamento do colaborador, isto é, a capacidade de desenvolver uma relação positiva com o trabalho e colegas, influenciando positivamente o ambiente.

Conheça então as características e qualidades do profissional de obra do futuro:

Capacidade de se comunicar com superiores e subordinados

Uma das principais características esperadas pelas empresas é que o profissional tenha a capacidade de se comunicar com superiores e seus subordinados.

A capacidade de compartilhar ideias, alinhar informações e garantir que os objetivos dos projetos sejam cumpridos é obrigação de todo responsável pela obra. Por isso é fundamental se comunicar bem.

O trabalhador de obra deve saber se comunicar com os clientes ou chefes, propor mudanças, apontar correções e trazer soluções também. 

Com os subordinados também é preciso saber se comunicar bem, para que todos do canteiro de obras entendam e estejam em sintonia.

E comunicar não é só falar, mas também ouvir. Tanto seus superiores quanto subordinados têm coisas importantes a serem ditas, problemas identificados, novas ideias, dentre outros.

Autoconhecimento

Você conhece os seus próprios pontos fracos e fortes ou características pessoais? Quem não se conhece, pode tomar decisões ruins, erradas ou que não tragam bons resultados, já que o profissional não se sente bem.

Então trabalhe o autoconhecimento. Ele aparece no dia a dia, na experimentação de habilidades.

Inteligência emocional

Ser emocionalmente inteligente significa ter a capacidade de identificar, entender e saber como lidar com diferentes emoções. Frustração, medo, resistência à mudança e insegurança são alguns dos sentimentos que podem surgir.

A capacidade de não deixar que as emoções ditem a forma como o profissional se relaciona com os colegas ou impacta seu trabalho é indispensável. Dependendo da intensidade da emoção relacionada, pode interferir negativamente na produtividade.

Curiosidade

Participar de congressos, palestras, acompanhar sites que ofereçam conteúdos e atualizações sobre o mercado e ficar de olho em novos cursos de aperfeiçoamento é essencial.

O conhecimento através da curiosidade resulta em criatividade e em soluções de problemas de forma mais ágil.

Mentalidade focada no desenvolvimento

É preciso deixar de pensar no conforto e que já se conhece tudo. Isso só prejudica o trabalho e o próprio desenvolvimento. Estar em busca de crescimento faz com que o trabalhador conte com mais conhecimento e desenvolva novas habilidades.

Capacidade de adaptar

As mudanças pessoais ou profissionais estão diretamente relacionadas à necessidade de se adaptar. O trabalhador que não tem essa mentalidade, acaba perdendo espaço. 

Mais uma vez é importante falar da necessidade de experimentar. A adaptação nem sempre é recebida de forma agradável, já que toda mudança é percebida como um incômodo pelo nosso cérebro.

Estude, se capacite, esteja preparado para as tecnologias e novas demandas do setor. Pode levar tempo até pegar o jeito, mas o profissional precisa ter essa mentalidade de se adaptar.

Visão Sustentável

A construção civil tem cada vez mais se preocupado com construções verdes e ecologicamente corretas. Por isso, para o profissional, é importante contar com uma visão sustentável.

Esta não é uma soft skill, mas é uma importante atualização que o profissional precisa estar atento e que deve ser uma constante nas empresas.

É importante entender que sustentabilidade está se tornando um diferencial para a escolha dos clientes. É interessante que o profissional se atente ao assunto e comece a entender de sistemas construtivos, projetos e demais demandas sustentáveis. 

O papel das organizações na atualização profissional

A vontade de se atualizar começa pelo profissional. É ele quem deve se preocupar em se manter por dentro das novidades do setor, adotar comportamentos esperados dentro da equipe e garantir espaço no mercado de trabalho.

Entretanto, as empresas também têm papel fundamental nesse processo. O treinamento e aperfeiçoamento são fundamentais para garantir que as atividades sejam realizadas de forma rápida, com qualidade e inovadoras.

Um levantamento feito pela CNI e pela CBIC, representantes da indústria no Brasil, mostra que 89% de 385 empresas da construção civil pesquisadas, sofrem com a falta de mão de obra qualificada.

Algumas iniciativas importantes das organizações são:

  • Criar uma cultura voltada ao aprendizado constante;
  • Proporcionar um ambiente que favoreça a inovação;
  • Ter processos de recrutamento e seleção alinhados com a cultura da empresa e com as tendências de mercado;
  • Adotar estratégias de retenção de talentos.

Ter funcionários bem preparados, aptos a desempenhar diversas funções e capazes de apresentar soluções inovadoras, é o que toda empresa precisa.

Quer conhecer outros benefícios e vantagens para as empresas ao investir em atualização? E que tal para você, profissional, ficar por dentro de outras habilidades esperadas pelo mercado e conhecer as tendências que devem fazer parte do universo das obras?

Tudo isso e muito mais você aprende no curso “Características e qualidades do profissional de obra do futuro” do Parceiro da Construção.

Inscreva-se gratuitamente agora clicando no banner abaixo. Não perca essa grande oportunidade!