Você tem um produto ou serviço para ser lançado no mercado? Talvez a melhor iniciativa seja começar pela prototipação. Lançar uma ideia diretamente para a execução pode não ser o mais recomendado.

Você pode ter na cabeça que o seu produto seja o melhor e que vai resolver as “dores” das pessoas. Mas, pode ser bem diferente na prática. Pode ser que não funcione como o planejado, que os usuários não se identifiquem, ou até que não exista demanda.

Por isso, o mais indicado é testar por meio da prototipagem, e principalmente, entender quem são os seus clientes. Neste artigo você vai entender como traçar esse perfil e garantir que o seu produto realmente atende às necessidades do público.

Como traçar o perfil de cliente

A primeira coisa que você tem que pensar é no segmento do seu público. Qual tipo de cliente você costuma atender ou qual se destina o produto? Residencial, comercial ou industrial.

Pode ser que o seu negócio atenda mais de um. Nesse caso, avalie qual o segmento que você mais gosta de atender. Isso vai te ajudar a entender melhor o seu tipo de cliente inicial. 

Agora é possível começar a traçar o perfil dos clientes. Comece por essas etapas. É importante realizar cada tarefa:

Realize pesquisas de mercado

A pesquisa de mercado é importante para conhecer os hábitos dos consumidores e também costuma entregar respostas sobre gênero, idade, renda familiar, cidade e estado (ou bairro, no caso de comércios locais), quem é o responsável pela compra na casa, se a pessoa indicaria a empresa e seus produtos a conhecidos, entre outras.

Verifique as métricas das redes sociais

As redes sociais, como Facebook e Instagram, oferecem funcionalidades especiais para perfis de negócios, com métricas sobre seu público. Se a sua empresa já tem uma presença forte na internet, é válido analisar esses dados, que mostram muitas das informações citadas no tópico anterior, e já dão uma ideia do perfil de clientes que você está impactando.

Converse com seus clientes

Pergunte sobre quais são suas principais dores, entenda o que este perfil de cliente mais tem medo, quais são seus anseios e tente observar padrões entre estes sentimentos.

Colha feedbacks dos clientes atendidos

O que os seus clientes atuais pensam da sua empresa, dos serviços oferecidos e prestados, de toda a comunicação da marca? Ouça o que eles têm a dizer e saiba se está ou não seguindo por um bom caminho. Essa é uma ótima métrica!

Entenda o seus concorrentes

Olhe para os lados. O que seus concorrentes andam fazendo? Isso também ajuda a traçar o perfil do público que está atingindo e ajustar as estratégias utilizadas.

Entendendo a persona do seu cliente

Feito a pesquisa do perfil de seu cliente, você está mais apto a entender mais sobre o seu cliente ideal. Agora é o momento de estudar as personas do perfil de cliente que escolhemos. Ou seja, com quem você está falando.

A sua comunicação acontece com um personagem que representa seus clientes. É para ele ou ela que você vai prototipar, pensar em ajustes e demais fatores que impactam diretamente no produto final.

E para entender as personas do seu segmento é muito importante desenhar avatares sobre nossos clientes. Isso é, construir a imagem dessas pessoas.

Para começar, você dará nomes para seus personagens. Para facilitar, correlacione a algum cliente que você já atendeu:

 

Exemplo:

Perfil do Cliente: Casas em condomínios de alto padrão. 

Nome das personas: João, Maria e Antonio.

Depois desse primeiro momento, você pode recorrer a uma estratégia muito inteligente e certamente pode te ajudar a entender melhor ainda o cliente: o mapa da empatia das personas.

Mapa da empatia

mapa da empatia

 

O mapa da empatia é dividido em:

  • O que esse cliente pensa e sente relacionado à contratação do seu serviço?
  • Em qual canal de comunicação procura o seu serviço?
  • O que ouve? E de quem ouve?
  • O que fala sobre o seu serviço? O que costuma fazer?

Olhando o Mapa da Empatia acima, você pode começar às atividades:

Para esta primeira etapa, use marcações. Você pode escrever ou colar notas autoadesivas. É aconselhado que você encontre e insira pelo menos 6 itens comportamentais em cada um dos quadrantes do mapa. Lembrando que estes podem se repetir.

Feito isso, você irá escrever sobre as dores, medos e anseios de seus clientes. Certamente será mais fácil de entender isso, pois você vem estudando o cliente. Complete isso no Mapa da empatia no quadrante: “quais são as dores?”.

Quais são os ganhos e benefícios que esta persona terá em contratar o seu serviço? É muito importante que você escreva neste último quadrante (“quais são as necessidades?”) coisas que sanem e resolvam as dores, anseios e os medos da sua persona.

É muito importante revisitar este exercício. Você encontrará desejos, medos, dores e anseios diferentes dessa persona, que o ajudarão com a comunicação do produto prototipado.

Quer saber mais prototipação de produtos e aprender de verdade como lançar um produto no mercado? O Parceiro da Construção em conjunto com o Club&Casa oferece esse novo curso para você, totalmente gratuito!

Não perca a oportunidade e se inscreva agora clicando no banner abaixo: